As emulsões asfálticas constituem-se em pequenas partículas ou glóbulos de CAP suspensas em água contendo agente emulsificante. Quando tais emulsões são aplicadas, as partículas de CAP depositam-se sobre as pedras (agregado mineral), causando a ruptura da emulsão e separam-se da água. As emulsões asfálticas catiônicas são preparadas por mistura em moinho coloidal de CAP, asfalto diluído, acidulante e tensoativos. No Brasil, utilizam-se emulsões asfálticas catiônicas.

As emulsões asfálticas são pequenas partículas ou glóbulos de CAP suspensas em água contendo agente emulsificante. Quando aplicadas, as partículas de CAP se depositam sobre as pedras (agregado mineral) causando a ruptura da emulsão e se separam da água.

São emulsões especiais modificadas com polímeros elastoméricos (SBR ou SBS) utilizadas em serviços de pavimentação de alto desempenho.

A emulsão asfáltica modificada por polímeros é uma evolução natural das emulsões asfálticas convencionais em que existe a presença de elastômeros que irão proporcionar propriedades físico-químicas melhoradas ao asfalto residual.